quarta-feira, 23 de maio de 2018

WAVE TOOLS SURF CONSERTOS

Trazemos para Porto Alegre na Wave Tools a sua Boardshop as melhores marcas nacionais e importadas de pranchas de surf e acessórios.

Também fazemos o melhor CONSERTO na sua prancha de Porto Alegre e região metropolitana.
 


Av. Brino, 82
(51) 98411-2753
Porto Alegre
Rio Grande do Sul
 

quarta-feira, 28 de março de 2018

terça-feira, 20 de março de 2018

ADAPTADO FCS II

           Apesar do novo sistema FCSII permitir a utilização de quilhas com o sistema antigo da FCS, quando isso acontece, cria-se um espaço no copinho. Visando eliminar esse espaço e, consequentemente melhorar o desempenho do conjunto, a FCS criou o kit de compatibilidade. Esse kit contém 5 peças de silicone que vão tapar os espaços, 10 parafusos para prendê-los adequadamente à prancha e uma chavinha de quilha.

Você encontra na Wave Tools, na Av. Brino, 82 - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
Fone (51) 98411-2753

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

WAVE TOOLS TUDO EM SURF EM PORTO ALEGRE

Fazemos todos tipo de conserto em pranchas de surf em PU ou EPOXI

Colocação de quilhas e copinho, reformas, pranchas partidas ao meio e pintamos


Compramos e vendemos suas pranchas



Temos também vários artesanatos para dar de presente ou mesmo decorar sua casa.


segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

TAMANHO DA PRANCHA


     O tamanho de uma prancha a ser usada por um indivíduo é baseada no peso e na altura do surfista, observando-se ainda as condições do mar. Caso o surfista seja iniciante é recomendado que ele utilize uma prancha maior que sua altura, tipo uns 21 cm a mais.
     Seque abaixo a tabela que serve de base para se obter uma prancha compatível com o peso, altura e ondas a ser surfada.

SHORTBOARDS para surfar ondas de até 1,50 m
PESO(kg)
1.50 m
1.60 m
1.70m
1.80 m
1.90m
40 kg
5'10"
6' 0"
6'2"
6'4"
6'6"
50 kg
5'10"
6' 0"
6'2"
6'4"
6'6"
60 kg
5'11"
6'1"
6'3"
6'5"
6'7"
70 kg
5'11"
6'1"
6'3"
6'5"
6'7"
80 kg
6' 0"
6'2"
6'4"
6'6"
6'8"

Fonte: Site Puro Surf (www.purosurf.com.br)


Informativo nº 211
 
Wave tools surf consertos (51) 98411-2753

terça-feira, 15 de agosto de 2017

THE BLACK BAG DA LORD

Tá na hora de devolver o balde ou bacia da sua mãe!
A #TheBlackBag da LORD é confeccionada em lona UV emborrachada super resistente e impermeável.
Troque-se em cima dela e evite o contato direto da sua roupa de borracha com chão/areia/grama.


Você encontra aqui na Wave Tools
Na Av. Brino, 82
Porto Alegre - RS
(51) 98411-2753

terça-feira, 25 de julho de 2017

WAVE TOOLS SURF SHOP E SURF CONSERTOS

Aqui na Wave Tools você encontra os melhores equipamentos do mercado do Surf, Skate e Bike Downhill, tudo em um só.



domingo, 16 de julho de 2017

QUILHAS

Pode parecer apenas detalhe aos olhos de um leigo, mas fazem toda a diferença no funcionamento da prancha. Com os sistemas de fixação, a possibilidade de experimentar tamanhos, modelos e configurações diferentes abriu um novo horizonte para entender como as quilhas funcionam.
.
            FIXAS X REMOVÍVEIS quilhas fixas deixam a prancha mais leve. Não interferem na flexibilidade da prancha por manter o bloco integro. Causam menos arrasto pela forma como se integram a laminação. Proporcionam mais velocidade e tem gente que acha mais bonito. As removíveis, em sua maioria Future Fins ou FCS, permitem testar vários tipos de quilhas na mesma prancha. Facilitam nas viagens. Podem ser substituídas com facilidade quando quebram.
.
            COMO FUNCIONAM as quilhas dão direção a prancha. Sem elas a prancha andaria de lado, derraparia. São o ponto de pivô para as curvas que nos direcionam. Podem parecer quase todas iguais, mas existe uma variedade enorme de formas, tamanhos, tipos de flexibilidade, foils e outros detalhes. Veja as medidas básicas para entender melhor.
.
            Altura, ou justamente o contrario em inglês, “Depth”. Essa é a medida da ponta mais distante da quilha em relação à base da mesma, ou seja, a prancha. Quanto mais pra dentro d’água ela for maior será sua segurança nas curvas, porem, mais força você terá de fazer para manobrar.
.
            Base, ou base length. A medida da base da quilha é feita na parte onde toca a prancha. Quanto mais larga a base mais velocidade você consegue gerar e mais abertas serão suas curvas. É o ponto onde a força exercida pelo surfista mais resulta em movimento pra frente.
.
            Inclinação, ou rake = sweep. É o ângulo de inclinação da quilha calculado da base em relação ao contorno da quilha. É a área do outline da quilha que se curva pra trás. Isso afeta a facilidade de manobrar a prancha. Quanto maior for o rake, mais drive e maiores serão os arcos de curva executado. Quanto menor for esse ângulo, mais fechadas serão as curvas.
.
            Flexibilidade, ou flex. É quando a quilha se flexiona lateralmente. Mais que isso, as quilhas modernas controlam os pontos de flexibilidade em diferentes áreas da quilha e quanto tempo demoram para voltar ao normal. Elas se flexionam ao máximo durante as curvas. As mais flexíveis proporcionam curvas mais rápidas, porem geram menos velocidade. Quanto mais rígidas mais velocidade.
.
            Área. É a área que se vê quando olhamos a quilha de lado. Isso deve ser considerado na proporção de peso e força do surfista. Quanto mais força e peso maior deve ser a área da quilha. Quanto mais área mais presa a prancha fica.
.
            Foil. É a curva da quilha vista de frente. Isso determina diferentes características em seu funcionamento. Nas triquilhas, por exemplo, a quilha do centro tem um foil simétrico, já as quilhas laterais apresentam o lado de dentro mais chapado que o lado de fora, convexo. Hoje existem muitas variáveis de foils, combinações com um lado convexo com outro côncavo, por exemplo. Bases mais largas e pontas mais finas, quando olhamos a quilha de frente. Ainda bem que, graças às quilhas removíveis, esse detalhe tão importante da prancha pode ser testado à exaustão. Experimente mudar as quilhas e você percebera que tem quase outra prancha.

Fonte: Guia de Pranchas Fluir nº 300 (www.fluir.com.br)

Informativo nº 130

Wave Tools surf consertos (51) 98411-2753




segunda-feira, 19 de junho de 2017

CAMISETAS WAVE TOOLS




Venha conferir aqui na Wave Tools as novas camisetas.

Em varias cores e desenhos e também todos os tamanhos.





sábado, 27 de maio de 2017

LOJA ESPECIALIZADA EM SURF AQUI EM PORTO ALEGRE

Pensou em surf em Porto Alegre.
Fale com a Wave Tools
Temos tudo que você precisa além de consertos e pinturas de pranchas.
 

sábado, 22 de outubro de 2016

ROB MACHADO


A simplicidade que parece nortear sua vida transparece no surf, fluido e criativo. Essa é a primeira impressão que se tem ao observar o australiano, criado na Califórnia, Robert Machado.

 

            Ao passar um pouco mais de tempo com ele percebe-se que, sim, ele não é uma fraude criada pela mídia. Alivio é uma inspiração ao constatar que ainda existe uma possibilidade comercial baseada em alguém que é o que parece ser. Explico Rob Machado é um cara transparente e, muito por conta de sua educação, conseguiu construir uma ponte solida entre o mercado e seu “surf” entre aspas mesmo, porque no caso dele representa algo pra lá de profissão.

 

            Esse fenômeno não foi exatamente planejado. Ao iniciar sua carreira de competidor, aos 14 anos, não demorou a perceber que preferia estar com os amigos a passar todos os finais de semana esperando baterias. Passou a correr apenas os eventos mais importantes até terminar os estudos. Isso fez toda a diferença em sua performance e, antes de tentar a universidade, fechou um ótimo patrocínio com a Gotcha.

 

MEU MUNDO CAIU

            Quando venceu o Pipe Masters em 2000 e terminou o ano em terceiro no ranking da ASP, a esposa ficou grávida. Tudo parecia perfeito, até que seu patrocinador quebrou. De repente, Rob se viu numa situação complicada. Não pode participar de alguns eventos para cuidar da gravidez da esposa. Sua expectativa de permanecer no Tour ruiu com as Torres em 11 de setembro de 2001. “Tentei conseguir o convite especial para correr o circuito de 2002, afinal tinha motivos concretos para minha ausência no ano anterior, mas, quando todo mundo estava indo para o primeiro evento na Austrália, me vi sem o convite e um patrocínio. Fiquei mal, inconformado”, contou Rob antes de explicar como chegou até aqui. A Hurley, que já o percebia há tempos, ofereceu uma oportunidade única. Não havia a obrigação de competir e assim Rob partiu para outros projetos e pode dar a liberdade que sempre buscou para seu surf. Mesmo assim ele ainda participa de alguns eventos, só pra suprir a necessidade da adrenalina da disputa que ainda gosta de sentir ao colocar uma lycra e, obvio, deixar bem claro que não correr o circuito todo é única e tão somente uma escolha pessoal e não falta de capacidade.

Fonte: Revista Solto nº 57 (www.solto.com.br)



Informativo nº 103

 

Wave tools surf consertos (51) 8411-2753

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

CHUVEIRO PORTÁTIL

Chuveiro portátil
Ideal para tomar uma ducha após o bate e volta.
Capacidade 10 litros e 20 litros.
Gancho e acessórios para fixação.
Aquece a agua com o sol.
Ideal para surf, camping e pescaria.
Pratico e fácil de transportar.



Você encontra esta novidade aqui na Wave Tools
Porto Alegre - Rio Grande do Sul
Av. Brino, 82
Fone: (51) 8411-2753

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

SURF EM PORTO ALEGRE É WAVE TOOLS

Equipamentos e acessórios para surf, skates e DH. Tudo que você precisar em board sports!

Há muitos anos estamos todos os dias junto com você e sempre buscando cada vez mais te oferecer o melhor em consertos aqui na capital gaúcha. 


quinta-feira, 25 de agosto de 2016

PARQUE ESTADUAL DA GUARITA – TORRES – RS - BRASIL


O município de Torres, localizado no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, possui um dos principais pontos turísticos do Brasil, o Parque da Guarita.

            Horário de funcionamento do parque: Diariamente das 08h às 20h. Na Rua Caxias do Sul, s/n – E-mail: parquedaguarita@torres.rs.gov.br – Fone: (51) 3364-1411- Ramal 246.

            ASPECTOS GEOLOÓGICOS: O nome da cidade de Torres se dá devido às formações rochosas existentes na faixa de praia – Torres Norte, do Meio e Sul, além da pequena Torre da Guarita. Essas formações têm origem nos eventos vulcânicos (basalto) ocorridos na época da separação dos continentes Africano e Americano. A pedra da Guarita tem sua base formada por arenito (Arenito Botucatu) e, seu ápice, por basalto. O derramamento de basalto que originou a formação da pedra da Guarita e das outras torres é o mesmo que formou a Serra Geral.

            BIODIVERSIDADE: O Parque da Guarita apresenta uma grande parcela da biodiversidade regional, em função de que em seu interior são encontrados vários ambientes (dunas, banhados, morros e lagos) e a própria faixa de praia. Os jacarés foram removidos em função de que o parque não reúne as condições adequadas para estes animais, e também pelos riscos em potencial aos freqüentadores do parque.

            FLORA: O parque esta inserindo no Bioma Mata Atlântica. Apresenta em sua composição uma mata de Restinga com predominância em herbáceas e arbustos, com algumas espécies arbóreas, entre as quais a Aroeira, Araçá, Quaresmeira e Capororoca.


            FAUNA: Por possuir ambientes diversificados, o parque apresenta uma grande diversidade faunística, tendo espécies representadas em diversos grupos tanto de vertebrados (Tuco-tuco, Gambá de orelha branca, Anu-branco, Frango D’água, Gavião Chimango, Caruja Buraqueira, Cágados; Teiú, Cobra D’água, Sapo Cururu) quando de invertebrados (Borboletas; Gafanhotos; Caramujos; Mariscos; Caranguejos; Tatuíras e Bolacha da Praia).
 

 
Informativo nº 87
 
Wave tools surf consertos (51) 8411-2753

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

PARAFINA FU WAX É AQUI NA WAVE TOOLS

Julian Wilson
Uma Formula mágica criada nos anos 60 e hoje em dia é frequentemente considerada pela maioria dos surfistas do WSL como a melhor parafina produzida até hoje


Matt Wilkinson


Tudo começou por volta de 1966, os irmãos Fuad, Wady e Elias Mansur, vivendo no Brasil o sonho californiano, "lay back style", era a lei da preguiça, da inércia, do menor esforço e da consciência tranquila. Os surfistas idolos eram Phil Eduards e Paul Strauch Jr. Nesta época, no Brasil não havia artigos de surf, nem lojas especializadas, e todos que surfaram nos anos 60 no país, faziam suas próprias parafinas, que escorregavam demais e era muito inseguro surfar. Um certo dia o jovem surfista Fuad Mansur recebeu uma informação de um químico, para usar um certo tipo de material na fabricação da parafina. fato que deu resultado, o ano era o de 1970, e foram lançadas as primeiras Fu Waxes usáveis. DE 1973 a 1987 foram anos de muita pesquisa para o pessoal da Fu wax. Eles viviam dentro do laboratório, produzindo de 3 a 5 barras por dia somente, cada uma com uma fórmula diferente. E iam para dentro da água testar o produto e no final do dia, se reuniam para cada um dar seu parecer sobre a senssação de segurança sentida em cima da prancha. Era analizada com os níveis de 1 a 10, e eles ficaram no nível 3 por quatorze anos, dizem que a década de 70 foi um período de batalhas e derrotas para a Fu Wax, pois a qualidade do produto não saia do nível 3. Edgar Panzoldo, surfista que trabalho na Fu Wax conta que o Fuad gastava cada vez mais dinheiro para manter o laboratório e suas pesquisas, com um grupo de 5 pessoas. E esse grupo ficou unido durante quase 20 anos e nenhum deles trabalhava, viviam para pesquisar e testar o produto na água. Ele chegou a gastar toda a herança que seu pai lhe deixou, nesses vinte anos de pesquisa(dizem que foi uma fortuna). Em 1987 tudo melhorou, quando houve no laboratótio um erro no ponto de fusão de uma certa matéria prima. E foi produzida uma parafina com a textura ideal para água gelada. A Fu Wax, como de costume, ia todos os anos para o sul do Brasil, testar as parafinas perto das gélidas águas do Uruguai e Argentina. Fizeram as malas e partiram para Torres, no sul, testar as parafinas que sairam com o ponto de fusão errado. Eram apenas 3 barras de parafina de 80 gramas cada, e eles percorremos 1600 kilometros para testa-las nas gélidas correntes da Patagônia. Chegaram num final de tarde em Torres Beach e ao surfar a primeira onda Fu sentiu uma sensação de segurança sob a sua prancha jamais sentida antes, e todos ficaram em extase, pois tinhamos chegado ao nível 10. Era quase de noite, após terem surfado 2 horas numa água congelante, todos foram tomar banho quente.


Nat Young
O Fuad continuou dentro do mar e ficou extasiado com a aderência que ele tinha experimentado pela primeira vez, depois de 2 horas numa água congelante, a parafina não perdia aderência. Ficou até escurecer no mar e desmaiou ao sair com hipotermia. Ficou dois dias no hospital, ao sair criou o slogan da Fu Wax "Aderência Levada a Sério". Fu Wax é uma fábrica 100% artesanal com produção limitada.


Peter Mel e Martin Potter

Em fato ela pertence a cinco surfistas que vieram dos anos 60. Eles se dedicaram a desenvolver o produto durante anos e cederam seus direitos ao Fuad, que foi a pessoa que liderou o grupo colocando dinheiro, e perseverando mais do que qualquer um no grupo. Voltando aos velhos dias da preguiça e da inércia, aos dias atuais do pró surfing, pensando tudo que aconteceu a esse grupo da Fu Wax, eu tenho certeza que todos que surfam hoje em dia, devem uma onda de gratidão a eles. -Edgard Panzoldo amigo e ex colaborador da Fu Wax Pesquisa.
 
Ross Williams, Shane Dorian, Kelly Slater e Strider Wasilewski. 

Estoque renovado de parafinas aqui na
Wave Tools em Porto Alegre - RS,
Av. Brino, 82
Telefone: (51) 8411-2753

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

SURF É AQUI NA WAVE TOOLS

Pranchas de surf mais baratas que nas fabricas somente aqui na WAVE TOOLS.


Pranchas usadas a partir de 200,00


Long John a partir de 100,00


Lycras a partir de 90,00


Leash a partir de 50,00


Parafinas a partis de 5,00

Decks a partir de 50,00

Capas Toalhas a partir de 80,00

Pranchas, Funboards, Longboards e SUPs sob encomenda

tudo em 3x sem juros


Está em Porto Alegre ou Grande Porto Alegre, precisa de conserto ou uma loja especializada em pranchas e acessórios é aqui.
Wave Tools
Av. Brino, 82
(51) 8411-2753